Configuração de ambiente de desenvolvimento Ruby on Rails utilizando o RVM (Linux/pt-br)

Este artigo tem como objetivo apresentar de forma simplificada como o ambiente de desenvolvimento Rails pode ser construído.

O que é o RVM?

Usar o RVM facilita a transição entre versões do Ruby e versões das gems, pois assim que o diretório do projeto é acessado a troca de versão é feita automaticamente, mas caso não tenha a versão instalada será exibida uma mensagem solicitando que a respectiva versão seja instalada.

Observação: Este passo a passo foi desenvolvido utilizando o Linux Ubuntu 20.4.

Configurações

Abra o terminal e atualize as listas de pacotes.

sudo apt update

Em seguida instale ou atualize o GPG, para a versão mais recente.

sudo apt install gnupg2

Solicite a chave do projeto RVM para assinar cada versão. Possuir a chave pública do projeto permite verificar a legitimidade da versão que será instalada.

gpg2 --recv-keys 409B6B1796C275462A1703113804BB82D39DC0E3 7D2BAF1CF37B13E2069D6956105BD0E739499BDB

Certifique que você possui o curl instalado.

curl --version

Caso você não possua o pacote curl instalado execute:

sudo apt install curl

Após a conclusão da instalação do curl, instale a última versão estável do RVM:

curl -sSL https://get.rvm.io | bash -s stable

Para instalar a última versão do Rails junto ao RVM utilize:

curl -sSL https://get.rvm.io | bash -s stable --rails

Feche o terminal e abra novamente para que as atualizações sejam aplicadas.

Verifique se o Ruby e o Rails foram instalados:

rvm list #ruby
rails --version #rails

Instale o Bundler (busca e instala as gems com as versões exatas que são necessárias)

gem install bundler

Instalar versões específicas do Ruby

Para a instalação do Ruby utilize o comando:

rvm install ruby-2.7.3

Após a instalação, é possível listar as versões Ruby disponíveis instaladas digitando:

rvm list

Também é possível definir uma versão padrão, com o comando:

rvm --default 2.7.3

Conclusão

A utilização do RVM é muito simples, além de possuir o apoio da comunidade. Novos projetos vão ser criados com versões atuais do Ruby, os antigos necessitam de manutenção e o uso do RVM facilita o gerenciamento dessas versões.

21